Newsletter

NEWSLETTER
Subscreva aqui a nossa newsletter

Fragas de São Simão

Introdução "Fragas de S. Simão"

Entre os xistos e as cristas quartzíticas da serra da Aguda e da serra de S.Neutel, a ribeira de Alge abriu umas das mais imponentes escarpas de Portugal -  as fragas de S. Simão. São duas paredes, praticamente a pique, com cerca de 80 metros de altura, onde pelo Inverno a água ruge em cachões de espuma, e onde, no Verão deixa ver os fundões escavados na rocha polida, testemunho de milhões de invernos.

Para jusante as margens, embora inclinadas permitem o desenvolvimento de uma galeria ripícola de amieiros com sombras acolhedoras, pelas encostas existem também testemunhos de um passado remoto, de uma flora anterior aos grandes projectos de florestação, onde nos surgem sobreiros seculares e um matagal muito denso de urzes e medronheiros.

Neste enquadramento, num complexo constituído por uma edificação de dois pisos, diversos moinhos e um antigo viveiro de trutas, surgirá o futuro alojamento da Eventur de S. Simão, que requalificará toda a área construída, actualmente abandonada, possibilitando o estabelecimento de uma pequena unidade hoteleira, alojamentos unifamiliares e um parque aquático, constituído por uma piscina biológica e área interpretativa acerca da fauna e flora dos cursos de água da região centro.